Relatório Anual e
de Sustentabilidade

Dimensão Social – Sociedade (Combate à corrupção) G4-SO3

Código do Indicador

G4-SO3 Relate o número total e percentual de operações submetidas a avaliações de riscos relacionados à corrupção e os riscos significativos identificados.
a. Relate o número total e percentual de operações submetidas a avaliações de riscos relacionados à corrupção.
b. Relate os riscos significativos relacionados à corrupção identificados com base em avaliações de riscos.
Pacto Global: 10

Tema material relacionado

Corrupção e gestão da ética

DMA (disclosure management approach)

Na matriz de riscos da Chesf estão identificados dois riscos mais específicos sobre o tema: “Fraude e Corrupção” e o risco referente às leis anticorrupção americana e brasileira (“FCPA/LACBRA”). Ambos possuem fatores a serem analisados pela Companhia quanto a sua vulnerabilidade e impacto, a fim de fortalecer os controles de gestão.
Embora tenham sido iniciadas ações específicas para os segmentos citados, que visam à mitigação dos riscos de corrupção, ainda não foi realizada pela Chesf uma avaliação mais ampla do risco de fraude/corrupção, abrangendo todos os processos e áreas de negócios, a fim de identificar as áreas mais vulneráveis e, posteriormente, estabelecer e acompanhar metas e resultados.

Tema material relacionado

Número de operações elegíveis à avaliação de risco de corrupção: 4
Número de operações para as quais foi realizada avaliação em 2016: 2
Percentual das operações para as quais foi realizada a avaliação: 50%

As quatro operações (processos) definidas atualmente como as mais expostas ao risco de corrupção nas empresas Eletrobras são as seguintes:
• Fornecedores;
• Representantes que ocupam cargos em diretorias e conselhos;
• Doações provenientes de convênios (exemplos: projetos de pesquisa, patrocínios e projetos sociais);
• Sócios de joint venture (parceiros em SPE).

Quanto ao número total de operações submetidas às avaliações de riscos de corrupção (concluídas ou em andamento), em 2016, foram realizadas avaliações para os seguintes processos:
• Fornecedores, a partir do início do processo de mapeamento e avaliação dos fornecedores-críticos sob o aspecto de integridade;
• Representantes, através da realização da análise de integridade (background checks), desde março de 2016.

Localização