Relatório Anual e
de Sustentabilidade

G4-EN5 G4-EN7 G4-EU11

Eficiência Energética

A Chesf aplica medidas preventivas, como a contabilização de suas emissões de GEE desde 2003 e, por meio de programas de eficiência energética busca a economia de energia. Em 2016 foi iniciado um projeto para a produção de energia solar nas subestações, principalmente naquelas que são supridas pelas distribuidoras. Com a implantação de pequenas usinas solares nas subestações, calcula-se uma economia estimada em oito milhões de reais. A primeira foi instalada no almoxarifado de Abreu e Lima (PE) e a segunda já está aprovada para Messias (AL). A ideia é instalar outras usinas solares nas subestações ao longo do próximo ano. O volume de energia economizada em 2016 atingiu 6,346 MWh.

Apesar de monitorar o uso e consumo significativo de energia, a Companhia ainda não possui metodologia para mensurar a intensidade energética. O Comitê Interno de Eficiência Energética do Sistema Eletrobras (CIEESE), grupo multidisciplinar formado pelas empresas do Grupo Eletrobras, tem discutido a melhor solução e já realizou reuniões sobre o tema, cuja solução deve abranger todas as empresas do Grupo.

Especificamente para a geração termelétrica na UTE de Camaçari, adotou-se uma eficiência média de projetos correspondente a 30,5% para operação com o gás natural ou óleo.