Relatório Anual e
de Sustentabilidade

G4-2 G4-42

Estratégia Corporativa

A Eletrobras criou o Plano Diretor de Negócios e Gestão (PDNG) para o período 2017-2021, no qual estabelece um conjunto de diretrizes econômico-financeiras, associadas a limites de investimento, capacidade de endividamento, indicação de metas de expansão e custo de capital que deverão ser desdobradas pelas empresas do Grupo. O PDNG é composto por três estratégias e 18 iniciativas que visam consolidar a sustentabilidade empresarial.

 

Governança e Conformidade

1. Alinhamento dos Estatutos e alçada de aprovações
2. Implantação do modelo das 5 Dimensões de Compliance
3. Eliminar fraquezas materiais
4. Implantar ações para listagem em índices e obtenção de selos de Gestão Corporativa

 

Disciplina Financeira
5. Redução de investimentos
6. Privatização das distribuições
7. Venda de imóveis administrativos
8. Venda de participações em SPEs não estratégicas
9. Otimização tributária
10. Reestruturação societária visando aproveitamento de crédito fiscal

 

Excelência Operacional
11. Reestruturação Organizacional
12. Plano de Aposentadoria Incentivada (PAI)
13. Implantação do PRO-ERP
14. Centro de Serviços Compartilhados
15. Redução de custos administrativos
16. Redução de horas extras, periculosidade e sobreaviso
17. Estratégia Regulatória para G e T
18. Comercialização integrada de energia

 

Conheça o desdobramento das  estratégias acessando o site de Relações com Investidores da Eletrobras.

 

Reunião de monitoramento

 

Com base no PDNG da Eletrobras, a Chesf elaborou seu Plano de Negócios e Gestão (PNG) para o mesmo período, abordando temas relacionados à evolução recente dos negócios da geração e da transmissão, à perspectiva de expansão da Companhia, ao estudo de oportunidades e às questões regulatórias.

Para elaboração do PNG, a Chesf considerou as seguintes premissas:

O PNG também estabeleceu metas empresariais que devem balizar as ações gerenciais para sua consecução:

Plano de Obras de Transmissão: a Diretoria de Engenharia e Construção priorizou 47 empreendimentos de Transmissão, sendo 24 com conclusão prevista para 2017, com Receita Anual Permitida (RAP) prevista de R$ 65 milhões, e 23 para 2018, com RAP prevista de R$ 62 milhões. O investimento direto necessário para 2017 totaliza R$ 593 milhões e, para 2018, R$ 223 milhões. Para a realização do investimento previsto para a implementação desse Plano de Obras, há necessidade de buscar suplementação do orçamento de investimento para 2017 de R$ 277 milhões.

Plano de Obras de Geração: engloba os Complexos Eólicos Casa Nova I, Casa Nova II e Casa Nova III. Em relação à Casa Nova I, os valores orçados referem-se à conclusão da Linha de Transmissão e da Subestação que permitirá o escoamento da energia de Casa Nova II e III. Para a realização do investimento previsto de R$ 264 milhões para a implementação desse Plano de Obras, há necessidade de se buscar suplementação do orçamento de investimento para 2017 de R$ 152 milhões.

LEGENDA
A = Receitas (Geração e Transmissão)
B = Pessoas, Serviços e Materiais
C = Depreciação
D = Indenizações (Geração e Transmissão)
E = Serviços da Dívida
F = Investimentos
G = Devolução de Antecipação de Futuro Aumento de Capital (AFAC)
H = Venda de Ativos
P = Potenciais Impactos (Resultados e Desempenho)

 

A Companhia também aprovou, em 2016, a revisão do Mapeamento Estratégico que irá direcioná-la nos próximos cinco anos. As novas diretrizes contêm a identidade organizacional da Empresa (Missão, Visão e Valores), os Resultados Estratégicos a serem alcançados e os Objetivos Estratégicos que viabilizam esses resultados. Esse trabalho de atualização envolve toda Diretoria e consiste em propor novas soluções considerando fatores internos e externos. Vale ressaltar que as estratégias são revisitadas anualmente ou sempre que a diretoria achar adequado.

Para elaboração do Mapeamento Estratégico, são utilizadas ferramentas de gestão como brainstorm, que envolve gestores chaves da organização e análise SWOT , realizada pela Holding, considerando as características regionais e as particularidades da Companhia. As Diretorias ainda consideram os ambientes de trabalho nos quais estão inseridas para identificar e acrescentar outros fatores ambientais.

Dentro do planejamento 2017-2021, destacam-se como foco de atuação a busca pelo aumento da eficiência, o Compliance e a gestão de risco.

3 Em português, análise de Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças. Ferramenta de estudo de cenário usada como base para gestão e planejamento estratégico de uma corporação ou empresa.