Relatório Anual e
de Sustentabilidade

Gestão e Resultados

Mesmo em cenários desafiadores, há quase 70 anos a Chesf trabalha para produzir, transmitir e comercializar energia elétrica com qualidade, de forma rentável e sustentável

Em 2015, a crise que atingiu os Estados Unidos e, consequentemente, diversos países no mundo teve por impacto a redução no consumo de eletricidade. Porém, em dezembro de 2016, já foi constatada uma estabilidade do setor com um total de 38.717 GWh no consumo nacional: avanço de 1,4% no setor residencial, retrações de 2,9% e 2,5% nos setores industriais e comerciais, respectivamente.

Ainda em 2016, foram adicionados 9.526 MW ao sistema elétrico nacional, sendo que as principais fontes com maior capacidade instalada acrescida foram a hidrelétrica e a eólica, o que contribui para a sobra de energia, a sobrecontratação das distribuidoras e a retração de preços. Houve também um incremento de 4.777 quilômetros de linhas de transmissão, proporcionando um excelente ano para a área de transmissão, como se verificou no arremate de 21 lotes de linhas leiloadas pela ANEEL em outubro, com investimentos projetados em R$ 11,5 bilhões para seis mil quilômetros de linhas.

Outro aumento ocorrido em 2016 foi no número de migrações para o mercado livre de energia, de 25 vezes, em busca de redução de custos. Este cenário de migrações tende a permanecer ao longo de 2017. A mobilidade do Ambiente de Contratação Regulada (ACR) para o Ambiente de Contratação Livre (ACL) ajudou o consumo livre a crescer 18,6% somente no mês de novembro.⁵

A previsão para os anos de 2017 a 2021 é que o consumo no Sistema Interligado Nacional (SIN) cresça à taxa média de 3,5% anuais, iniciando uma reversão no cenário de crise do setor elétrico, mesmo que a tendência na queda dos preços não consiga ainda ser revertida.⁶

 

Modelo de negócio Chesf

* Corporativo e SPE (Aportes + Adiantamentos para Futuro Aumento de Capital – AFACs)
 

 

UHE – Usina Hidrelétrica; UEE – Usina de Energia Eólica; UFV – Usina Fotovoltaica; PCH –
Pequenas Centrais Hidrelétricas; LT – Linhas de Transmissão; UTE – Usina Termelétrica; * até 2021; ** Piloto em Sobradinho (BA) e Balbino (AM)

4 Ministério de Minas e Energia. Fonte: http://www.mme.gov.br/web/guest/pagina-inicial/outras-noticas/-/asset_publisher/32hLrOzMKwWb/ content/cmse-analisa-realizacao-de-leilao-de-descontratacao-de-energia-de-reserva
5 Câmara de Comercialização de Energia Elétrica. Fonte: http://www.ccee.org.br/portal/faces/pages_publico/noticias-opiniao/ noticias/noticialeitura?contentid=CCEE_384293&_afrLoop=426815729551820#%40%3Fcontentid%3DCCEE_384293%26_ afrLoop%3D426815729551820%26_adf.ctrl-state%3D1nlpdr36z_66
6 Boletim Técnico ONS-EPE. Fonte: http://www.ons.org.br/download/operacao/previsao_carga/Boletim_Tecnico_ONS-EPE_ PlanejamentoAnual_2017-2021.pdf