Relatório Anual e
de Sustentabilidade

G4-17 G4-EC4 G4-EC5 G4-EN1 G4-EN10 G4-EN2 G4-EN25 G4-EN28 G4-EN29 G4-EN3 G4-EN32 G4-EN4 G4-EN6 G4-EU12 G4-EU18 G4-EU25 G4-EU26 G4-EU27 G4-HR1-a-G4-HR7 G4-HR9-a-G4-HR11 G4-LA11 G4-LA14 G4-LA16 G4-LA3 G4-PR2 G4-PR4 G4-PR7 G4-PR8 G4-PR9 G4-SO3-a-G4-SO9

Investimento em Ativos Próprios

Os investimentos da Chesf em ativos próprios no ano de 2016 totalizaram R$ 681,4 milhões. Esse montante está assim distribuído: R$ 97,4 milhões em geração de energia; R$ 551,9 milhões em obras do sistema de transmissão; e R$ 32,1 milhões em outros gastos de infraestrutura. No período de 2012 a 2016, a Taxa de Crescimento Anual Composta (CAGR) foi de -16,3%.


Sistema de geração

Os investimentos no sistema de geração foram realizados da seguinte forma:

Dentre as ações realizadas em 2016, destacam-se:

 

Sistema de transmissão

Os investimentos do Sistema de Transmissão, em 2016, concentraram-se em ampliação com a energização de 264,2 km de linhas de transmissão e de mais três novas Subestações, ampliando a capacidade de transformação em 2.290 MVA. Foram energizados os seguintes empreendimentos:

Total 2016 3 429,0 2.290 120
Empreendimento SE KM MVA MVAR
SE Lagoa Nova – 2º TR 230/69 kV  – 150MVA – complementação SE Lagoa Nova II 150
SE Bongi – 3º TR 230/13,8 kV – 40 MVA 40
SE Piripiri – 1º banco de capacitadores 230kV – 30 MVAr 30
LT 230 kV Ribeirão/Recife II C1 – Recapacitação
SE Santa Rita II – Instalação do 3º transformador trifásico 230/69 kV – 150MVA e conexões associadas 150
SE Polo 23/69 kV – 100 MVA

1

100
SE Mirueira II 230/69 kV

1

300
SE Milagres – 3º banco de autotransformadores monofásicos 500/230 kV, 3×200 MVA 600
SE Mossoró II – 4º TR 230/69 kV – 100 MVA 100
LT 230 kV Banabuiú / Mossoró II C2 – Lançamento do 2º circuito 177,2
SE Igaporã II – Instalação do 3º transformador 230/69 kV – 150 MVA e conexões associadas 150
SE Ibiapina II 230/69 kV – 200 MVA, seccionamento de 11 km em LT 230 kV CD e adequações nas EL´s 230 kV da SE Piripiri e SE Sobral II 1 21,6 200
SE Itabaianinha – Substituição do TR-1 230/69 kV, de 33 MVA, por outro de 100 MVA 100
SE Arapiraca III – 2º transformador trifásico 230/69 kV, de 100 MVA, e conexões 100
SE Ribeirão – 4º transformador trifásico 230/69 kV – 100 MVA 100
SE São João do Piauí – CT e IB 500 kV
SE Lagoa Nova II – 3º TR 230/69 kV – 150 MVA 150
SE Campina Grande II – Instalação de Sistema de Medição para Faturamento
SE Tauá II – Compensador Estático 230 kV -40/+90 Mvar 90
LT 230 kV Paraíso/ Lagoa Nova II e SE Lagoa Nova II 230/69 kV 65,4
SE Currais Novos II – Substituição TR 138/69 kV – 33 MVA por TR 138/69 kV – 50 MVA 50
Seccionamento LTs Angelin II-Pau Ferro, Recife II-Pau Ferro, C1 164,8

A Chesf priorizou, em 2016, as obras de Instalações Coletoras de Geração Eólica (ICGs) e concluiu os seguintes projetos:

A Companhia também antecipou a conclusão de três empreendimentos: SE Arapiraca III – 2º transformador trifásico 230/69 kV, SE Lagoa Nova II – 3º TR 230/69 kV – 150 MVA e SE Currais Novos II – Substituição TR 138/69 kV – 33 MVA por TR 138/69 kV – 50 MVA.

Para os próximos anos, a Diretoria de Engenharia e Construção priorizou 47 empreendimentos de Transmissão, sendo 24 com conclusão prevista para 2017, com Receita Anual Permitida (RAP) prevista de R$ 65 milhões, e 23 para 2018, com a RAP prevista de R$ 62 milhões. O investimento direto necessário para 2017 totaliza R$ 593 milhões e, para 2018, R$ 223 milhões.

Para a realização do investimento previsto para a implantação desse Plano de Obras, há necessidade de se buscar suplementação do orçamento de investimento para 2017 de R$ 277 milhões.


Investimento por meio de sociedade de propósito específico (SPE)

Em 2016, A Chesf investiu R$ 895,7 milhões em empreendimentos de Sociedades de Propósito Específico (SPEs) por meio da Integralização de Capital e da realização de Adiantamentos para Futuro Aumento de Capital. A redução de 33,8%, comparado aos investimentos do ano anterior, deve-se ao início da operação da maioria das SPEs. No período de 2012 a 2016, a Taxa de Crescimento Anual Composta (CAGR) foi de 1,3%.

 

Os investimentos da Chesf em Geração por meio de SPE totalizam 16.616,81 MW, correspondentes a 3.125,23 MW equivalentes, totalizando R$ 895,0 milhões. Desse montante, R$ 853,1 milhões foram aplicados nas Sociedades de Propósito Específico (SPE) ESBR, Norte Energia e Sinop (Empreendimentos Hidroelétricos) e R$ 41,9 milhões nas SPEs Baraúnas I, Morro Branco I e Mussambê (Empreendimentos Eólicos).

Potência total e equivalentes da Chesf em SPEs 16.609,36 3.149,39
SPES Local MW (*) Part. MW Equiv. Início da operação
 

Geração
hidráulica

Energética Água da Pedra S.A. Aripuanã/MT 261,00 24,5% 63,95 Ago-11
ESBR Participações S.A. Porto Velho/RO 3.750,00 20,0% 750,00 Set-13
Norte Energia S.A. Altamira/PA 11.233,10 15,0% 1.684,97 Nov-15
Cia Energético SINOP S.A. Sinop/MT 400,00 24,5% 98,00 Jan-18
Geração eólica Eólico Sento Sé I Sento Sé/BA 90,00 49,0% 44,10 Mar-13
Eólico Sento Sé II Sento Sé/BA 98,70 49,0% 48,36 Set-15
Eólico Sento Sé III Sento Sé/BA 51,30 49,0% 25,14 Abr-16
Complexo Eólico Vamcruz Serra do Mel/RN 93,00 49,0% 45,57 Dez-15
Complexo Eólico Chapada do Piauí I Marcolândia, Caldeirão Grande e Simões/PI 205,10 49,0% 100,50 Jul-15
Complexo Eólico Chapada do Piauí II Marcolândia, Caldeirão Grande e Simões/PI 172,40 49,0% 84,48 Jan-16
Complexo Eólico Pindaí I (*) Pindaí/BA 102,00 99,95% 101,95 Out-16
Complexo Eólico Pindaí II (*) Pindaí/BA 38,00 99,97% 37,99 Out-16
Complexo Eólico Pindaí III (*) Pindaí/BA 24,00 83,01% 19,92 Out-16
Complexo Eólico Serra das Vacas Saloá/PE 90,76 49,0% 44,47 Nov-15
(*) Usinas em processo de redução de capacidade instalada, aguardando definição da Aneel Capacidade Total dos empreendimentos hidroelétricos em parceria = 15.644,1 MW Capacidade Total dos empreendimentos eólicos em parceria = 965,3 MW
Total de linhas de transmissão em operação – SPE 4.974,5 1.433,5
Total de linhas de transmissão em constrição – SPE 322,0 157,8
Total geral 5.295,5 1.591,3
Empreendimento Local KM Part. KM Equiv. Início da Operação
Sistema de transmissão Nordeste S.A. – STN LT 500 KV Teresina II – Sobral III – Fortaleza II, SE Teresina II; SE Sobral III; SE Fortaleza II CE/PI 546,0 49% 267,5 Jan-06
Integração Transmissora de Energia S.A. – INTESA LT 500 KV Colinas – Miracema, LT 500 KV Miracema – Gurupi; LT 500 KV Gurupi – Peixe II, LT; LT 500 KV Peixe II – Serra da Mesa II; SE Peixe II; SE Serra da Mesa II TO/GO 695,0 12% 83,4 Mai-08
Manaus transmissora de Energia S.A. LT 500 KV Oriximaná – Itacotiara; Estação Retificadora – 500/600KV3150MW; Estação Inversora – 600KV/500KV – 2950MW PA/AM 559,0 19,5% 109,0 Mar-13
Interligação Elétrica do Madeira S.A. LT 600KV Porto Velho – Araraquara II; Estação Retificadora – 500/600KV – 3150 MW; Estação Inversora 2950 MW RO/MT/MS/SO 2.275,0 24,5% 581,9 Ago-13
Transmissora Delmiro Gouveia S.A – IEG LT 230 KV São Luiz II – São Luís III; SE Aquiraz e SE Pecém II (em operação) MA/CE 156,0 49% 76,4 Out-13 (LT 230KV São Luís II – São Luís III – Previsão para Jul-17)
Interligação Elétrica garanhuns S.A. – IEG 500KV Luis Gonzaga – Garanhuns; LT 500KV Garanhuns – Pau Ferro; LT 230 KV Garanhuns – Angelim I; SE Garanhuns; SE Pau Ferro PE/PB 666,0 49% 326,3 Nov-15
Extremoz Transmissora do Nordeste S.A. – ETN LT 500 KV Ceará Midim – João Câmara II; LT 500KV Ceará Mirim – Campina Grande III; LT 230KV Ceará Mirim – Extremoz II; LT 230KV Campina Grande III – Campina Grande II; SeccLT 230KV J Camara II – Extremoz – Ceará Mirim Secc; LT 230 KV Campina Grande II – Extremoz II; SE João Camara II, SE Campina Grande III; SE Ceará Mirim PB/RN 299,5 49% 146,8 Out-14

Para informações complementares, consultar o conteúdo Anexo deste relatório em chesf.gov.br > Sustentabilidade

(*) Usinas em processo de redução de capacidade instalada, aguardando definição da Aneel Capacidade Total dos empreendimentos hidroelétricos em parceria = 15.644,1 MW Capacidade Total dos empreendimentos eólicos em parceria = 965,3 MW